|

A Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) é igreja de Jesus Cristo e assume a fé no Deus tri-uno. Adotamos os credos da Igreja Antiga, a Confissão de Augsburgo e o Catecismo Menor de Martim Lutero como expressão de fé.

Confira alguns dos conteúdos fundamentais da nossa fé:

Trindade

A fé cristã afirma que Deus é um Deus tri-uno: Pai, Filho e Espírito Santo. O Pai, o Filho e o Espírito Santo compartilham uma única essência divina, por isso, há somente um Deus. Damos a esta forma de compreender e identificar Deus o nome de Trindade

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra.

(Primeiro artigo do Credo Apostólico)

E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito,
nosso Senhor […]

(Segundo artigo do Credo Apostólico)

Creio no Espírito Santo,
na santa Igreja cristã […]

(Terceiro artigo do Credo Apostólico)

Credos Antigos

A IECLB reconhece três credos da Igreja Antiga como expressão de fé: Credo Apostólico, Credo Niceno-Constantinopolitano, Credo Atanasiano.

Creio em Deus, Pai todo-poderoso,
Criador do céu e da terra […]

Creio em um só Deus, o Pai todo-poderoso, criador do céu e da terra, de todas as coisas, visíveis e invisíveis […]

Uma é a pessoa do Pai, outra a do Filho, outra a do Espírito Santo; mas a divindade do Pai, do Filho e do Espírito Santo é uma só […]

Princípios luteranos

Os 4 princípios básicos, conhecidos como pilares da Reforma Protestante, são: Somente Cristo, Somente a Fé, Somente a Graça, Somente a Escritura.

A aceitação por Deus não depende de qualidades pessoais. Somente Cristo basta!

O perdão de Deus é uma dádiva, dada sem merecimento ou pagamento.

A justificação diante de Deus não acontece através de obras, mas mediante a fé.

O discurso e a prática cristã precisam ter seu alicerce na Bíblia, a Sagrada Escritura.

Mais sobre a IECLB

A IECLB se entende como Igreja de Jesus Cristo. Em Jesus Cristo, Deus manifestou o seu grande amor pelo mundo (João 3.16). Através de Jesus, somos irmãs e irmãos e fazemos parte de uma grande família de fé.

Nesta comunhão de fé, assumimos o compromisso de testemunhar o amor de Deus. E isso nos faz ser Igreja convidativa e acolhedora.

Queremos que mais pessoas conheçam o amor de Deus e se sintam animadas a integrar a comunhão cristã, vivendo em comunidade. Por isto nos alegramos quando pessoas decidem ingressar na IECLB e quando membros da IECLB participam ativamente da vida comunitária.

Ser membro da IECLB é participar na vida e no testemunho da comunidade. É engajar-se na missão de Deus, servindo em gratidão com os dons que Deus concede.

Ser membro é fazer parte de um corpo no qual cuidamos e recebemos cuidado, conforme diz o apóstolo Paulo: “Levem as cargas uns dos outros e, assim, estarão cumprindo a lei de Cristo” (Gálatas 6.2).

Cada pessoa pode buscar apoio e também colocar seus dons e habilidades a serviço da comunidade. O engajamento nas diferentes atividades comunitárias acontece na modalidade de atuação voluntária.

São membros da comunidade as pessoas nela batizadas conforme a ordem de Jesus Cristo, reconhecidas as bases confessionais da IECLB.

Pessoas de outras Igrejas ou que não estão vinculadas a uma Igreja podem ingressar após receber instrução sobre a doutrina e a vida comunitária da IECLB. Para se filiar a uma comunidade é preciso verificar a comunidade mais próxima e entrar em contato. Procure uma comunidade, clicando AQUI

Na IECLB não existe cobrança para realização de ofícios, tais como Batismo, confirmação, casamento, sepultamento. A linguagem de cobrança e pagamento não é adequada ao propósito da Igreja. O mais correto é falar em contribuição.

Cada pessoa que integra a comunidade contribui regularmente para viabilizar a ação da comunidade na missão de Deus. Contribuir financeiramente é ato de fé, gesto de gratidão e compromisso com a missão de Deus.

Sim, há formas distintas de contribuição financeira com a ação missionária na IECLB: a contribuição regular para o orçamento ordinário e as ofertas destinadas para projetos determinados. Essas ofertas são realizadas no momento do culto.

A oferta para projetos não substitui a contribuição regular à comunidade. Ambas são importantes e necessárias para seus fins específicos.

As ofertas para projetos são definidas pelo Conselho da Igreja e constam no Plano Nacional de Ofertas da IECLB (link). Nas datas previstas nesse Plano, as ofertas de todas as comunidades da IECLB têm o mesmo destino. Com essas ofertas, o trabalho missionário em diferentes instituições e áreas pode ser mantido.

Também os sínodos e as comunidades destinam ofertas para programas e iniciativas relacionadas à sua atuação.

O termo “crente” significa “pessoa que crê”. Para a IECLB, crentes são todas as pessoas que creem no trino Deus. Logo, as pessoas que integram a IECLB e creem nesse Deus são crentes.

Por causa do nosso vínculo histórico com a Reforma Protestante, pessoas que integram a IECLB são chamadas de luteranas. Esta designação revela algo da nossa base doutrinária e estabelece uma distinção em relação a outras denominações religiosas. Mas, de fato, somos pessoas evangélicas e crentes, pois orientamos nossa vida de acordo com o evangelho de Jesus Cristo.

O apóstolo Paulo escreve: “Todas as coisas são lícitas”, mas nem todas convêm; “todas as coisas são lícitas”, mas nem todas edificam. (1 Coríntios 10.23).

A Igreja Luterana não cria códigos de postura para determinar a ação de seus membros. A partir da fé, a pessoa mesma pode julgar o que é certo e conveniente de acordo com a consciência. A consciência que decide, todavia, é a consciência orientada pela palavra de Deus.

A palavra de Deus fornece critérios necessários para decidir e agir. E o critério primordial é o amor a Deus e às pessoas. Fundamentada no amor, a liberdade cristã se torna responsável. A partir da fé e do amor, a Igreja afirma o princípio da liberdade com responsabilidade. Liberdade, bom senso e responsabilidade precisam andar lado a lado em nossas decisões e ações.

O Ensino Confirmatório é um período especial de educação cristã para adolescentes. Ele é uma consequência do compromisso, assumido no Batismo, de instruir a pessoa batizada na fé. No Ensino Confirmatório são apresentados os conteúdos essenciais da fé cristã e da doutrina luterana. O Ensino Confirmatório é também um espaço de comunhão, partilha e vivência da fé.

A Confirmação é a celebração de profissão de fé que acontece no final do período de Ensino Confirmatório. O Batismo não precisa da Confirmação para ter validade. No culto de Confirmação, a pessoa que foi batizada e instruída na fé reconhece a presença de Deus em sua vida e assume o compromisso de viver de acordo com a palavra de Deus.

Conforme a vontade de Deus, o matrimônio é indissolúvel. Em caso de conflito matrimonial, é recomendável que haja acompanhamento visando à reconciliação. No entanto, as pessoas podem falhar no cumprimento da vontade divina.

Sabemos também que Deus, em sua graça e misericórdia, perdoa o ser humano e lhe permite um novo começo para a sua vida.

A realização da bênção matrimonial pode ser concedida a pessoas divorciadas, quando assumidas as consequências do vínculo desfeito e constatada a seriedade de um novo compromisso matrimonial.

Em muitas comunidades ou paróquias, há uma secretaria responsável por organizar as questões administrativas. A secretaria fornece informações e faz os encaminhamentos necessários.

Caso a comunidade ou paróquia não disponha de secretaria, deve-se procurar o ministro ou a ministra, ou uma pessoa do presbitério.

É muito importante que este contato seja feito com a devida antecedência para que se possa organizar o Batismo ou a bênção matrimonial e respeitar os prazos de cada comunidade ou paróquia

Água, alimento e ar são necessários para garantir a sobrevivência física. Mas a vida não se limita à dimensão material. No âmbito da fé, necessitamos de outros elementos, tais como a palavra bíblica, a oração, a meditação e a comunhão com pessoas.

Para a vivência cotidiana da fé, além da participação frequente no culto e em atividades comunitárias, cada pessoa é chamada a cultivar momentos de oração, leitura bíblica e meditação.

Cuidar do meio ambiente não é somente uma necessidade, mas um compromisso de fé.

No Credo Apostólico, declaramos que Deus é o criador dos céus e da terra, ou seja, de tudo que existe.

Isto significa que não estamos sós no planeta e que os outros seres vivos também foram criados por Deus. Cabe a nós, como pessoas cristãs e como Igreja, cuidar da criação divina.

A fé no Deus criador nos compromete com o uso consciente dos bens naturais e com a redução de fatores que geram poluição e destruição, colocando em risco a integridade da criação.

A palavra ecumenismo tem origem na língua grega e significa “casa comum”, “terra habitada”. Em sentido religioso, a casa comum é a fé cristã, vivida e expressada através das diversas Igrejas.

O ecumenismo busca preservar a unidade do corpo de Cristo em meio às diferentes formas de expressar a fé. Ecumenismo não implica necessariamente a superação de diferenças entre as Igrejas, mas o diálogo, a convivência fraterna e a cooperação para o testemunho cristão no mundo.

A IECLB é uma Igreja ecumênica, conforme está expresso no artigo 5º de sua Constituição. Pelo vínculo da fé, a IECLB está unida a outras Igrejas que confessam Jesus Cristo como único Senhor e Salvador.